Muitas pessoas usam o cravo-da-índia para dar aquele gostinho peculiar nos vitualhas. Aliás, ele é usado desde a antiguidade para fins medicinais. Um mercê do cravo-da-índia que é muito discutido tem a ver com o processo de emagrecimento. Muitos acreditam que o consumo dessa especiaria pode facilitar na perda de peso.

Mas será que o cravo-da-índia emagrece mesmo? Vamos responder essa pergunta e dar algumas dicas sobre esse maná aquém.

Cravo-da-índia

O cravo-da-índia tem sua origem na Indonésia. Do jeito que conhecemos, os cravos tratam-se de botões de flores secas das árvores de cravos da índia, que são muito usados nas mais diversas receitas uma vez que em sopas, carnes, molhos e doces uma vez que canjica, cural e beijinho.

De contrato com o Departamento Vernáculo de Nutrição dos EUA (United States Departmente of Agriculture National Nutrient Database), uma colher de chá de cravo-da-índia com aproximadamente 2 gramas apresenta: 6 calorias, 0,27 gramas de proteínas, 0,38 gramas de gordura totalidade, 1,38 gramas de carboidratos e 0,7 gramas de fibras.

Além dos macronutrientes, o cravo-da-índia contém nutrientes uma vez que flavonoides, antioxidantes, vitamina C, manganês, cálcio, magnésio e ácidos graxos do tipo ômega 3 e outros compostos que fazem muito muito à saúde.

Alguns dos principais benefícios do cravo-da-índia incluem melhorias na saúde bucal, tratamento de diabetes, redução do colesterol e prevenção de alguns tipos de cancro devido principalmente às suas propriedade antibacterianas, antioxidantes e antissépticas.

Cravo-da-índia emagrece mesmo?

Pesquisadores vêm investigando diversos benefícios do cravo-da-índia para a saúde nos últimos anos. Um desses benefícios tem relação com a perda de peso.

– Subtracção da obesidade

Os cientistas estudaram efeitos do cravo-da-índia sobre a obesidade. Em um estudo com ratos, os pesquisadores observaram que o extrato do cravo-da-índia reduz a incidência de obesidade resultante de uma sustento rica em gordura.

Os animais que tomaram o extrato apresentaram redução do peso corporal, menos gordura abdominal e menos gordura no fígado do que os animais que não receberam o extrato de cravo-da-índia.

– Redução do colesterol e controle de diabetes

O cravo-da-índia apresenta altas quantidades de anticolestiramina e propriedades antilipídicas que podem ajudar na regulação dos níveis de colesterol e glicose no sangue.

– Auxílio em processos digestivos

O cravo-da-índia também auxilia a regular os movimentos intestinais e a liberar mais enzimas gastrointestinais, ajudando a evitar problemas de indigestão, constipação e outros tipos de mal estar no estômago. Tudo isso se deve à presença de fibras e de substâncias uma vez que o ácido eugênico, que facilitam a digestão e podem ajudar no emagrecimento.

Aliás, o cravo-da-índia também é capaz de expulsar parasitas intestinais que causam desconforto e problemas de evacuação e a presença de certos componentes no cravo-da-índia podem aumentar a espessura do muco gástrico, protegendo o estômago e prevenindo o surgimento de úlceras gástricas, por exemplo.

– Melhoria na função da tireóide

Problemas na tireoide geralmente resultam em obesidade e dificuldade para emagrecer. Porquê o cravo-da-índia interfere em diversos processos metabólicos, acaba melhorando também a função da tireóide, evitando ou ajudando no tratamento de hipotireoidismo e hipertireoidismo.

– Metabolismo depressa

O cravo-da-índia emagrece também por ser um termogênico, que atua acelerando o metabolismo. Isso resulta em maior queima de gordura, além de aumentar a produção de seiva e de substâncias que participam da digestão dos vitualhas.

Efeitos colaterais

Segundo o Meio Vernáculo de Informações sobre Biotecnologia dos EUA (National Center for Biotechnology Information), existem alguns riscos relacionados com o consumo de cravo-da-índia em excesso. Ele pode promover irritação na pele, nos olhos e nas vias respiratórias, náusea, vômito, dificuldade para respirar, problemas no fígado e rim e até resultar em uma reação alérgica. Outros efeitos adversos observados em alguns casos são a insônia e conflito devido ao efeito termogênico do cravo-da-índia.

Se usado em excesso, o cravo-da-índia pode promover até ferimentos uma vez que queimaduras na pele ou na boca. Aliás, pessoas com problemas no fígado ou nos rins ou que estão usando medicamentos anticoagulantes não são aconselhadas a usar o resultado.

Dicas

Usar chá de cravo-da-índia para emagrecer é uma ótima opção para quem almeja a perda de peso, já que todas as propriedades interessantes do cravo são extraídas durante o preparo do chá.

Algumas pessoas dizem que mastigar cravo-da-índia emagrece, porém não existem dados científicos que comprovem a eficiência dessa prática. O que se sabe até agora é que mastigar o cravo-da-índia pode reduzir problemas uma vez que mau hálito, já que as propriedades bactericidas da especiaria matam as bactérias presentes na boca que causam o mau hálito.

Porquê preparar o chá de cravo-da-índia

Para preparar um chá delicioso de cravo-da-índia, é interessante usar o cravo não triturado. Primeiro, esquente a chuva até o ponto de fervura. Enquanto isso, vá triturando os pedaços de cravo-da-índia até formar um pó.

Adicione esse pó (murado de uma colher de chá para cada xícara de chuva) na chuva fervente e deixe a mistura ferver por mais 5 minutos. Em seguida, desligue o queima e deixe a mistura em infusão por mais 5 ou 10 minutos. Depois disso, coe a bebida e deixe esfriar um pouco. Se preferir, é verosímil tomar o chá indiferente e até armazená-lo na geladeira por alguns dias.

Se armazenados em sítio ventilado, sedento e escuro, os pedaços de cravo-da-índia podem ser conservados por até um ano.

Chá de cravo-da-índia com outras ervas

É verosímil combinar o cravo-da-índia com outras especiarias uma vez que a canela e sementes de cominho para promover a perda de peso. A junção dessas substâncias com o cravo-da-índia emagrece porque melhora a digestão e acelera o metabolismo, fazendo com que seu corpo queime gordura mais rápido.

Uma dica é pegar 50 miligramas de cada substância, colocar em uma panela para esquentar sem chuva até sentir um odor picante. Em seguida, é preciso moer os ingredientes e deixar o pó fino em um recipiente fechado por uma semana.

Depois disso, prepare um chá fervendo uma xícara de chuva com uma colher de sopa da mistura obtida. Coe o líquido e adicione mel ou um adoçante se julgar necessário. Os melhores resultados são obtidos quando a bebida é ingerida pela manhã em jejum.

Apesar das pesquisas em curso e de vários relatos sobre o poder termogênico e propriedades benéficas para a digestão e o metabolismo em universal, mais estudos são necessários para provar a eficiência do cravo-da-índia para emagrecer.

É importante ressaltar que nenhum substância solitário é capaz de promover a perda de peso sem uma dieta equilibrada e saudável. Para emagrecer com saúde, é necessário ter um projecto de sustento adequado ao seu organização e que você faça atividades físicas regularmente.

Referências adicionais:

Você já tinha ouvido falar que o cravo-da-índia emagrece? Já experimentou o chá desse substância? Comente aquém!